IDENTIFICAÇÃO E PREVENÇÃO DO RISCO DE QUEDAS COM APLICAÇÃO DE DUPLA TAREFA EM IDOSOS DA COMUNIDADE

  • Julianne Pitanga Teixeira UFS - Universidade Federal de Sergipe
  • Carlos Kazuo Taguchi
  • Jacqueline Pitanga Teixeira
  • Luiz Fernando Lima Diniz
  • Letícia Cardoso dos Santos
  • Allan Robert da Silva
Palavras-chave: idosos, equilíbrio postural, acidentes por quedas

Resumo

Objetivo: Identificar e analisar os resultados de uma proposta de intervenção para prevenção de quedas em idosos com dupla tarefa. Material e métodos: Foram avaliados 52 voluntários do Grupo da Terceira Idade da cidade de Laranjeiras – SE, entre de 60 a 85 anos, de ambos os gêneros com Dynamic Gait Index (DGI) e Timed Up and Go (TUG) para determinar risco para quedas; Na segunda etapa, com cinco semanas de duração, foi realizado a intervenção para todos os integrantes do grupo, com os exercícios de Cawthorne e Cooksey que foi coreografado no ritmo da música Whisky a Go-Go e Xote das Meninas. Na terceira etapa os participantes foram reavaliados com os mesmos protocolos utilizados. Os valores de p≤0,05 foram considerados significantes. Resultados: 84,6% foi do gênero feminino e 15,4 % do masculino; 41 idosos apresentaram alteração no TUG e 20 no DGI.  Verificou-se uma tendência a correlação entre a idade e o TUG (p= 0,06), porém não ocorreu correlação desta variável com o DGI (p= 0,26). Observou-se forte correlação negativa entre DGI e TUG (p = 0.009351). Treze idosos foram reavaliados, sendo doze do gênero feminino e um do gênero masculino, com a faixa etária entre 60 e 80. Os resultados finais do DGI e TUG mostraram melhores escores, o que indica que o risco para quedas diminuiu. Conclusão: A proposta de intervenção com tarefa bimodal na prevenção diminuiu o risco de quedas em idoso e o TUG indicou que os idosos mais longevos apresentaram maior risco para quedas.

Palavras-chave: idosos, equilíbrio postural, acidentes por quedas

Publicado
2021-11-02