As correntes da Geografia e da Educação Ambiental presentes na BNCC e nas DCNEA

Palavras-chave: Base Nacional Comum Curricular. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Ambiental. Educação Ambiental. Geografia.

Resumo

A Geografia e a Educação Ambiental-EA são campos do conhecimento que, através de seus referenciais, possibilitam aos seres humanos diversas formas de interpretação e de interação com o espaço. Assim,  esta pesquisa tem o objetivo de investigar quais correntes do pensamento geográfico e da EA estão presentes na Base Nacional Comum Curricular-BNCC e nas Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Ambiental-DCNEA. Para isso, foi realizado um estudo qualitativo do tipo crítico analítico nos referidos documentos, com auxílio do software de análise de dados qualitativos ATLAS.ti, a partir dos ciclos de codificação do Saldaña (2013). Os principais resultados apontam que, na BNCC, se apresentam enfaticamente as correntes crítica, humanista e socioambiental da Geografia e as correntes denominadas de moral/ética, naturalista, crítica, conservacionista e de sustentabilidade da EA. Nas DCNEA aparecem as correntes regional, humanista, socioambiental e a crítica da Geografia e as correntes moral/ética, crítica, sistêmica, humanista, científica, de ecoeducação, sustentabilidade e práxica.

Biografia do Autor

Diego Andrade de Jesus Lelis, Pontifícia Universidade Católica do Paraná

Possui graduação em Geografia (Licenciatura) pelo Centro Universitário Claretiano-CEUCLAR (2014) e em Filosofia pelo Instituto Santo Tomás de Aquino-ISTA. (2016). Possui Especialização na área de Tutoria em Educação a Distância e EJA, em Educação Especial e Ensino Religioso, e em Geografia, História e Sustentabilidade pela Faculdade Futura. É Mestre em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná-PUCPR, membro Grupo de Pesquisa Criatividade e Inovação Docente no Ensino Superior (Cides) na mesma instituição e Bacharelando em Teologia pelo Centro Universitário Claretiano-CEUCLAR. É estudante licenciado para o treinamento de usuários do software de análise de dados qualitativos ATLAS.ti. Está doutorando em Educação no Programa de Pós Graduação em Educação- PPGE da PUCPR.

Daniele Saheb Pedroso , Pontifícia Universidade Católica do Paraná.

Professora Titular do Curso de Pedagogia e do Programa de Pós-Graduação em Educação da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR). Vice-líder do Grupo de pesquisa:Aprendizagem e Conhecimento na Prática Docente (PUCPR) e Coordenadora do Grupo de Estudos e Pesquisa em Educação Ambiental e Complexidade (GEPEACOM). DOUTORA em Educação (Programa de Pós Graduação em Educação) pela Universidade Federal do Paraná (2013). Possui GRADUAÇÃO em Pedagogia, ESPECIALIZAÇÃO em Educação, Meio Ambiente e Desenvolvimento (2006), MESTRADO em Educação (Programa de Pós Graduação em Educação) pela Universidade Federal do Paraná (2008). Coordenadora do Núcleo na PUCPR da Rede Internacional de Escolas Criativas - RIEC. Coordenadora do Projeto na PUCPR Pacto Mundial da Juventude pelo Clima - coordenado por Alfredo Pena-Vega do Centro Edgar Morin, EHSS / CNRS, Paris, França. Possui experiência em pesquisa, docência e gestão na Educação Básica (Educação Infantil e Anos Iniciais) e no Ensino Superior. Pesquisas com ênfase em Educação Ambiental, Complexidade e Transdisciplinaridade, atuando principalmente nos seguintes temas: Formação e Prática Docente em Educação Ambiental na visão da Complexidade e da Transdisciplinaridade

Referências

ALENCASTRO, Mario Sergio Cunha; SOUZA-LIMA, José Edmilson De. Educação Ambiental: Breves Considerações Epistemológicas. Revista Meio Ambiente e Sustentabilidade, Curitiba, PR, v. 8, n. 4, p. 20–50, 2015.

ANDRADE, Manuel Correia De. Geografia, ciência da sociedade: uma introdução à análise do pensamento geográfico. São Paulo, SP: Atlas, 1987.

BEHREND, Danielle Monteiro; COUSIN, Cláudia Da Silva; GALIAZZI, Maria Do Carmo. Base Nacional Comum Curricular: O Que Se Mostra De Referência À Educação Ambiental? Ambiente & Educação, Rio Grande do Sul, RS, v. 23, n. 2, p. 74–89, 2018.

BRASIL. LEI No 9.795, DE 27 DE ABRIL DE 1999: Dispõe sobre a educação ambiental, institui a Política Nacional de Educação Ambiental e dá outras providências. BRASIL. Lei no 9.795, de 27 de abril de 1999. Dispõe sobre a educação ambiental, institui a política nacional de educação ambiental e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, 28 abr. 1999. Diário Oficial, Brasília, DF, 1999. p. 2. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/secad/arquivos/pdf/educacaoambiental/lei9795.pdf>Acesso em 30 mai 2021

BRASIL. Base Nacional Comum CurricularMinistério da Educação, Brasília, DF, 2018. p. 600. Disponível em: <http://revistas.pucsp.br/index.php/curriculum/article/view/21666/15916> Acesso em 30 mai 2021

BRASIL, Ministério da Educação Conselho Nacional de Educação Conselho Pleno. Resolução No 2, De 15 De Junho De 2012. Estabelece as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Ambiental.Diário Oficial da União, Brasília, DF, 2012. p. 70.

CARVALHO, Isabel Cristina de Moura. Educação Ambiental: a formação do sujeito ecológico. 6. ed. São Paulo, SP: Cortez, 2012.

CHRISTOFOLETTI, Antônio. Perspectivas da Geografia. 2. ed. São Paulo, SP: Defel, 1985.

CLAVAL, Paul. A revolução pós-funcionalista e as concepções atuais da geografia. In: MENDONÇA, Francisco; KOZEL, Salete (Eds.). Elementos de Epistemologia da Geografia Contemporânea. Curitiba, PR: UFPR, 2009. p. 11–43.

CORREA, Roberto Lobato. Região organização espacial. São Paulo, SP: Ática, 1986.

FREIRE, Paulo. Educação e Mudança. 36. ed. São Paulo, SP: Paz & Terra, 2014.

GRÜN, Mauro. Ética e Educação Ambiental: a conexão necessária. Campinas, SP, 2012.

GUIMARÃES, Mauro. Educação Ambinetal Crítica. In: Identidades da Educação Ambiental Brasileira. Brasília, DF: Ministério do Meio Ambiente, 2004. p. 25–34.

LIMA, Gustavo Ferreira da Costa. Educação ambiental crítica: Do socioambientalismo às sociedades sustentáveis. Educacao e Pesquisa, São Paulo, SP, v. 35, n. 1, p. 145–163, 2009.

LIMBERGER, Leila. Abordagem sistêmica e complexidade na geografia. Geografia, Rio Claro, SP, v. 15, n. 2, p. 95–109, 2006.

LOUREIRO, Carlos Frederico Bernardo. Educação ambiental tranformadora. In: Identidades da Educação Ambiental Brasileira. Brasília, DF: Ministério do Meio Ambiente, 2004. p. 65–84.

MENDONÇA, Francisco. Geografia Socioambiental. In: MENDONÇA, Francisco; KOZEL, Salete (Eds.). Elementos de Epistemologia da Geografia Contemporânea. Curitiba, PR. p. 121–144.

MORAES, Antônio Carlos Robert. Geografia: pequena história crítica. 21 ed. ed. São Paulo, SP: Anablume, 2007.

SAHEB, Daniele. A Educação Ambiental na formação em Pedagogia. 2008. Dissertação (Mestrado) Programa de Pós-Graduação de Educação- Universidade Federal do Paraná, Curitiba, PR, 2008. Disponível em: <http://www.ppge.ufpr.br/teses/teses/M08_saheb.pdf>. Acesso em 30 mai 2021

SAHEB, Daniele. Os saberes socioambientais e a formação do educador ambiental sob o foco da complexidade. 2013. Tese (Doutorado) Programa de Pós-Graduação de Educação- Universidade Federal do Paraná, Curitiba, PR, 2013. Disponível em: < https://acervodigital.ufpr.br/handle/1884/36381 > Acesso em 30 mai 2021

SANTOS, Milton. Espaço e Sociedade. Petrópolis, RJ: Vozes, 1979.

SAUVÉ, Lucie. Uma cortografia das correntes em educação ambiental. In: SATO, Michèle; CARVALHO, Isabel Cristina Moura (Eds.). Educação Ambiental: Pesquisa e Desafios. Porto Alegre, RS: Artmed, 2005. p. 17–44.

SOUZA, Carolina Gusmão et al. As principais correntes do pensamento geográfico: uma breve discussão da categoria de análise de lugar. Enciclopédia Biosfera. Centro Cientifico Conhecer, Santa Maria, RS, v. 07, 2009. Disponível em: <https://docplayer.com.br/5393785-As-principais-correntes-do-pensamento-geografico-uma-breve-discussao-da-categoria-de-analise-de-lugar.html>

TUAN, Yu Fu. Espaço e Lugar: a perspectiva da experiência. São Paulo, SP: DIFEL, 1983.

VESENTINI, José William. Geografia Crítica e Ensino. In: OLIVEIRA, Ariovaldo Umbelino De (Ed.). Para onde vai o ensino de Geografia? São Paulo, SP: Contexto, 1994. p. 30–38.
Publicado
2021-06-18
Como Citar
Andrade de Jesus Lelis, D., & Saheb Pedroso , D. (2021). As correntes da Geografia e da Educação Ambiental presentes na BNCC e nas DCNEA. Revista Sergipana De Educação Ambiental, 8(1), 1-20. https://doi.org/10.47401/revisea.v8i1.15871