Desvelando metodologias para a educação ambiental em escolas: sentidos, discursos e práticas

  • Aline Lima de Oliveira Nepomuceno

Resumo

A Educação Ambiental (EA) nasce da sensibilidade de aliar conhecimento científico, tecnológico, artístico e cultural a uma nova consciência de valores, de respeito aos seres humanos e aos recursos naturais, com perspectiva de ajudar a formar uma mentalidade impulsionadora da construção de um novo paradigma emancipador. Partindo dessas assertivas, neste ensaio, discute-se a importância das metodologias no pensar e no fazer educativo ambiental em sintonia com a EA Crítica. Entendendo-as como ferramentas de mudança da sociedade antidemocrática, subversiva ao capital financeiro. Assim, com o objetivo de refletir e apontar caminhos de consolidação da EA Crítica, busca-se discutir minimamente sobre essas metodologias e suas respectivas potencialidades para a emancipação e transformação da ordem dominante, instaurada no regime de exclusão das relações sociais e, sobretudo, da relação ser humano e natureza.
Palavras-chave: Educação Ambiental Formal; Metodologias; Prática Pedagógica.

Biografia do Autor

Aline Lima de Oliveira Nepomuceno
Nepomuceno: Professora do Departamento de Biologia (UFS); Bióloga licenciada (UFS/2009); Mestre em Educação (UFRRJ-2012); Doutoranda em Educação (NPGED-UFS). Email: aline_limadeoliveira@yahoo.com.br
Publicado
2014-12-12
Como Citar
Nepomuceno, A. L. de O. (2014). Desvelando metodologias para a educação ambiental em escolas: sentidos, discursos e práticas. Revista Sergipana De Educação Ambiental, 1(1), 53-68. https://doi.org/10.47401/revisea.v1i1.3207