ANÁLISE DA IMPLANTAÇÃOO E ATUAÇÃO DA COM-VIDA NA ESCOLA MUNICIPAL GENESIO CHAGAS

  • Andréa Santa Rosa do Rosário
  • Mônica Andrade Modesto SEED

Resumo

A Comissão de Meio Ambiente e Qualidade de
Vida (Com-Vida) surgiu a partir da proposta de
criação de conselhos jovens de meio ambiente
dentro das escolas do país. A temática dessa pesquisa
está situada na Educação Ambiental Crítica
com enfoque na criação de ambientes escolares
sustentáveis, tomando como objetivo de estudo
a Com-Vida e objetivando analisar a implantação
e atuação da Com-Vida na Escola Municipal
Genésio Chagas, localizada no povoado Cumbe
II, na cidade de Simão Dias–SE, refletindo, portanto,
sobre possibilidades e limites do desenvolvimento
da proposta. O estudo de caso foi a
técnica de pesquisa escolhida e, por meio desta,
constatou-se diferentes limitações. Existe uma
gama de possibilidades para serem trabalhadas
pelas Comissões dentro do ambiente escolar em
prol de relações sustentáveis. Sugere-se que para
fortalecer a Com-Vida e melhorar a qualidade de
vida na escola, os membros desta criem parcerias
com entidades governamentais, cobrando maior
apoio.

Biografia do Autor

Andréa Santa Rosa do Rosário

Especialista
em Educação Ambiental (SEED-SE).

Mônica Andrade Modesto, SEED

Doutoranda pelo
Programa de Pós-Graduação em Educação da
Universidade Federal de Sergipe. Mestra em
Educação pelo Programa de Pós-Graduação em
Educação da UFS. Especialista em Docência
do Ensino Superior pela Faculdade São Luís de
França e Licenciada em Pedagogia pela Universidade
Federal de Sergipe. Professora da rede
estadual em Sergipe.

Publicado
2018-06-13
Como Citar
Rosário, A. S. R. do, & Modesto, M. A. (2018). ANÁLISE DA IMPLANTAÇÃOO E ATUAÇÃO DA COM-VIDA NA ESCOLA MUNICIPAL GENESIO CHAGAS. Revista Sergipana De Educação Ambiental, 4(1), 24 - 36. https://doi.org/10.47401/revisea.v4i1.9358