POSSIBILIDADES PARA A PROMOÇÃO DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL ATRAVÉS DA PROBLEMATIZAÇÃO SOBRE RESÍDUOS SÓLIDOS NA ESCOLA

  • Orlane Santana Coelho
  • Mônica Andrade Modesto

Resumo

O presente trabalho tem como objetivo refletir sobre
a importância da Educação Ambiental a partir
da problematização sobre resíduos sólidos na
escola. Para tanto, foi feito levantamento bibliográfico
em livros, revistas, periódicos, publicações
na internet, entre outros, além de aplicação
de questionários com os discentes do 7º ano do
Colégio Municipal Marinho Gomes de Oliveira,
no Distrito de São João da Fortaleza, em Cícero
Dantas/BA desenvolvimento de algumas etapas
práticas e avaliações posteriormente. Na sequência
foi levantada a discussão acerca da Educação
Ambiental crítica, transformadora e emancipatória,
tendo em vista que a prática desenvolvida
está voltada para essa perspectiva da Educação
Ambiental. Portanto, levantando o debate teórico
para a questão da formação da cidadania ambiental
e do despertar crítico dos sujeitos sociais para
uma nova relação com o ambiente, respeitando o
espaço, possibilitando a reestruturação do local
para a manutenção da vida mais saudável.

Biografia do Autor

Orlane Santana Coelho

Pós graduada em
Didática do Ensino Superior e em Educação
Ambiental, com ênfase em espaços educadores
sustentáveis. Licenciada em Geografia Professora
da Educação Básica na rede municipal de Cícero
Dantas/BA e na rede estadual da Bahia.

Mônica Andrade Modesto

Doutoranda pelo
Programa de Pós-Graduação em Educação da
Universidade Federal de Sergipe. Mestra em
Educação pelo Programa de Pós-Graduação em
Educação da UFS. Especialista em Docência
do Ensino Superior pela Faculdade São Luís de
França e Licenciada em Pedagogia pela Universidade
Federal de Sergipe. Professora da rede
estadual em Sergipe.

Publicado
2018-06-13
Como Citar
Coelho, O. S., & Modesto, M. A. (2018). POSSIBILIDADES PARA A PROMOÇÃO DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL ATRAVÉS DA PROBLEMATIZAÇÃO SOBRE RESÍDUOS SÓLIDOS NA ESCOLA. Revista Sergipana De Educação Ambiental, 4(1), 77 - 86. https://doi.org/10.47401/revisea.v4i1.9362