EDUCAÇÃO AMBIENTAL EM UMA ESCOLA RIBEIRINHA DO MUNICÍPIO DE ESTÂNCIA, SERGIPE

  • Camila Silva Ramos
  • Sindiany Suelen Caduda dos Santos

Resumo

A pesquisa objetivou identificar as concepções e
práticas de professores e gestores no âmbito da
Educação Ambiental, bem como as principais
tendências trabalhadas, na Escola Municipal Maria
Isabel situada na Área de Proteção Ambiental
(APA) do Litoral Sul, no município de Estância,
Sergipe. O estudo de caráter quali-quantitativo,
realizado entre os meses de setembro e novembro
de 2016, utilizou a observação assistemática
e questionários semi-abertos. Nos resultados são
apresentadas as três concepções de meio ambiente
e as duas tendências de educação ambiental.
A pesquisa revelou ainda que as práticas ocorrem
de modo pontual e raramente são contextualizadas
com a APA, ambiente de vivência dos
educandos, dentro e fora da escola. Ademais, foi
verificado que a temática é trabalhada de forma
multidisciplinar e que existe a necessidade de trabalhos
de formação continuada junto à equipe da
escola.

Biografia do Autor

Camila Silva Ramos

Licenciada em Biologia
pela Universidade Federal de Sergipe

Sindiany Suelen Caduda dos Santos

Bióloga Licenciada,
Doutora em Desenvolvimento e Meio
Ambiente (Área da Capes: Ciências Ambientais),
pela Universidade Federal de Sergipe – PRODEMA/
UFS.

Publicado
2018-09-10
Como Citar
Ramos, C. S., & dos Santos, S. S. C. (2018). EDUCAÇÃO AMBIENTAL EM UMA ESCOLA RIBEIRINHA DO MUNICÍPIO DE ESTÂNCIA, SERGIPE. Revista Sergipana De Educação Ambiental, 5(1), 55 - 63. https://doi.org/10.47401/revisea.v5i1.9800