The discipline of history and the technologies: a challenge for the present time

  • Simone Weber Cardoso Schneider Instituto Federal Sul Rio-grandense, Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil.
  • Adriana Duarte Leon Instituto Federal Sul Rio-grandense, Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil.
Palavras-chave: History. Pedagogical practice. Technologies.

Resumo

Based on the understanding that the use of Information and Communication Technologies (ICT) can contribute positively to the meaning of historical knowledge and to the motivation of students in the school environment, we investigate, in the Middle School level, from public schools, in the city of Pelotas/RS, how History teachers perceive ICT and how they are used in their pedagogical practice. Considering the number of teachers that we wanted to access and the short time for conducting the research, we opted for the application of an inquiry with the teachers of the specific area and we obtained a return of 68% of the teachers. We found that they identify students' motivation when ICT are used in the school environment; however, its use is limited by the lack of structural resources in the institutions and by the lack of continuing education for educators on the use of ICT in pedagogical practice.

Biografia do Autor

Simone Weber Cardoso Schneider, Instituto Federal Sul Rio-grandense, Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil.

Possui graduação em Licenciatura Plena em História pela Universidade Federal de Pelotas (2004). É especialista em História do Brasil (conclusão em 2010). Atualmente é professora PII- História da Prefeitura Municipal de Pelotas, foi professora substituta-História do Instituto Federal Sul-Rio-Grandense no período de maio de 2015 a maio de 2017. Mestra em Educação pelo Programa de Mestrado Profissional em Educação e Tecnologias do IFSUL Câmpus Pelotas, com o tema de pesquisa intitulado: O Ensino de História e o uso das Tecnologias de Informação e Comunicação na prática docente.(conlusão em junho de 2019).

ORCID: https://orcid.org/0000-0001-6340-8351

Adriana Duarte Leon, Instituto Federal Sul Rio-grandense, Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil.

Doutora em Educação pela UFMG, atualmente atua como professora no Mestrado em Educação Profissional do IFSUL e no Curso de Formação Pedagógica para Graduados não Licenciados na mesma instituição.

ORCID: https://orcid.org/0000-0003-0791-7359

Referências

Alves, E. P. M. (2019). A digitalização do simbólico e o capitalismo cultural-digital: a expansão dos serviços culturais-digitais no Brasil. Sociedade E Estado, 34(01), 129-157.

Bardin, L. (2011). Análise de Conteúdo. São Paulo: SP Edições.

Bogdan, R., & Biklen, S. K. (1994). Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Portugal: Porto.

Brito, G. S., & Purificação. I. (2006). Educação e novas tecnologias: um re-pensar. Curitiba: Ibpex.

Burch, S. (2005). Sociedade da informação e sociedade do conhecimento. In. A.A, V.P, D.P. (orgs). Desafios de palavras: enfoques multiculturais sobre as sociedades da informação. Paris: C & F Éditions.

Cardoso, T., & Pestana, F. (2020). A Wikipédia como prática e recurso educacional aberto na formação docente. Revista Tempos e Espaços em Educação, 13(32), 1-16. https://doi.org/10.20952/revtee.v13i32.14275.

Figueiredo, A.D. (2002). Redes e educação: a surpreendente riqueza de um conceito. In: Conselho Nacional de Educação. Redes de aprendizagens, Redes de conhecimento. Lisboa: Conselho Nacional de Educação, Ministério da Educação.

Figueiredo, T. D., & Rodrigues, S. C. (2020, ) Professores e suas tecnologias: uma cultura docente em ação. Educação em Revista, 36, 1-25.

Gil, A. C. (2008). Métodos e técnicas de pesquisa social. São Paulo: Atlas S.A.

Guimarães, S. (2015). Didática e prática de ensino de História: Experiências, reflexões e aprendizados. Campinas: Papirus.

Kenski . V. M. (2007). Educação e tecnologias: o novo ritmo da informação. Campinas: Papirus.

Kenski, V. M. (1998). Novas tecnologias: o redimensionamento do espaço e do tempo e os impactos no trabalho docente. Revista Brasileira de Educação. 8, 58-71.

Lakatos, E. M., & Marconi, M. A. (2003). Fundamentos de metodologia científica. São Paulo: Atlas.

Lévy, P. (2010). Cibercultura. São Paulo: Editora 34.

Lévy, P. (1990). As tecnologias da inteligência: o futuro do pensamento na era da informática. Lisboa: Instituto Piaget.

Minayo, M.C.de S. (2009). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. Petrópolis: Vozes.

Moran, J. M. (2000). Mudar a forma de ensinar e de aprender: transformar as aulas em pesquisa e comunicação presencial-virtual. Revista Interações, 5(9), 57-72.

Moran, J. M. (2009). A educação que desejamos: Novos desafios e como chegar lá. Campinas: Papirus.

Moran, J. M. (2015). Mudando a educação com metodologias ativas. In: Souza, C. A. & Morales, O. E. T. (orgs.) Coleção Mídias Contemporâneas. Convergências Midiáticas, Educação e Cidadania: aproximações jovens, 2, 15-33.

Oliveira, D. (2012). Professor pesquisador em Educação Histórica. Curitiba: Intersaberes.

Oliveira, M. R. N. S. (2001). Do mito da tecnologia ao paradigma tecnológico; a mediação tecnológica nas práticas didático-pedagógicas. Revista Brasileira de Educação, 18, 101-107.

Pinto, C. da C., & Pretto, N. (2006). Tecnologias e novas educações. Revista Brasileira de Educação, 31 (11), 19-30.

Porto, T. M. E. (2006). As tecnologias da comunicação e informação na escola; relações possíveis...relações construídas. Revista Brasileira de Educação, 11 (31), 43-57.

Porto, T. M. E. (2009). Inserções das tecnologias e meios de comunicação em escola públicas do ensino fundamental: uma realidade em estudo. Revista Linhas, 10(2), 34-59.

Prenski, M. (2018). Digital Natives Digital Immigrants. Horizon: NCB University Press.

Pretto, N. (1999). Educação e inovação tecnológica: um olhar sobre as políticas públicas brasileiras. Revista Brasileira de Educação, 11, 75-85.

Pretto, N. (2002). Espaço aberto: formação de professores exige rede! Revista Brasileira de Educação. 20, 121-131,

Puentedura, R. (2010). SAMR and TPCK: Intro to Advanced Practice.

Sibilia, P. (2012). Redes ou paredes: a escolas em tempos de dispersão. Rio de Janeiro: Contraponto.

Valente, J. A. (1999). O computador na sociedade do conhecimento. Campinas: NIED/ UNICAMP.

Publicado
2021-04-25
Como Citar
Schneider, S. W. C., & Leon, A. D. (2021). The discipline of history and the technologies: a challenge for the present time. Revista Tempos E Espaços Em Educação, 14(33), e14109. https://doi.org/10.20952/revtee.v14i33.14109
Seção
Publicação Contínua