What students say about sexual orientation: a comparative study at the Federal University of Sergipe and the University of Madeira

  • José Paulo Gomes Brazão Universidade da Madeira, Funchal, Portugal. http://orcid.org/0000-0003-3575-4366
  • Alfrancio Ferreira Dias Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, Sergipe, Brasil.
Palavras-chave: Academy. Diversity. Education. Sexual orientation.

Resumo

This article presents an analysis of the sexual orientation subcategory, in a comparative study at the University of Madeira, UMa (Portugal) and at the Federal University of Sergipe, UFS (Brazil) on “Voices of university students on sexual and gender diversity, their relationship with co-education and pedagogical innovation.” We used a qualitative methodology, applied a questionnaire with open and closed questions and the viewing of a videocast. We did the content analysis of the data. The compared results revealed that there is greater knowledge about the concept of sexual orientation among former UMa students, although a greater involvement of former UFS students is observed. Former students at UMa confirm the low participation. Both universities recognize the need to discuss the topic and use identical expressions when making evaluative considerations. They also recognize the negative influence of taboos and prejudices.

Biografia do Autor

José Paulo Gomes Brazão, Universidade da Madeira, Funchal, Portugal.

Doutor em Educação - Inovação Pedagógica (2008), pela Universidade da Madeira (UMa), Portugal. Professor e Investigador sénior na área científica de Inovação Pedagógica da Universidade da Madeira. Membro Associado do CENTRO DE INVESTIGAÇÃO EM EDUCAÇÃO DA UNIVERSIDADE DA MADEIRA - FCT- PEst-OE/CED/UI4083/2014 –Portugal. Membro Associado ConQuer - Grupo de estudos e pesquisas queer e outras epistemologias feministas (UFS).

Alfrancio Ferreira Dias, Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, Sergipe, Brasil.

Doutor em Sociologia, Universidade Federal de Sergipe (UFS); Professor do Departamento de Educação e do Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Federal de Sergipe – Brasil; Líder do ConQuer - Grupo de estudos e pesquisas queer e outras epistemologias feministas; Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq.

ORCID: http://orcid.org/0000-0002-5562-0085

Referências

Alves, F.; Fialho, L. & Lima, M. (2018). Formação em pesquisa para professores da educação básica. Revista Tempos e Espaços em Educação, v. 11, n. 27, p. 285-300, https://doi.org/10.20952/revtee.v11i27.8582

Bardin, L. (1997). Análise de Conteúdo. Edições 70

Bogdan, R.& Bliken S. (2020). Investigação qualitativa em educação. Porto Editora.

Brazão, P. & Dias, A.(2020). Relações de género e do corpo na Escola: Diretivas promotoras de culturas inclusivas para as práticas pedagógicas. Revista Cocar. V.14 N.29 Maio/Ago. p.61-72 ISSN: 2237-0315. https://periodicos.uepa.br/index.php/cocar/article/view/3347

Brazão, P.; Oliveira, A.; Dias, A. (2021). University students' voices on sexual and gender diversity, their relationship with coeducation and pedagogical innovation: a comparative study at the University of Madeira (Portugal) and the Federal University of Sergipe (Brazil). Journal of Research and Knowledge Spreading, v. 2, n. 1, e12445, https://doi.org/10.20952/jrks2112445

BRAZÃO, P. (2021). Apresentação do projeto vozes dos estudantes universitários sobre a diversidade sexual e de género, sua relação com a coeducação e com a inovação pedagógica: um estudo comparativo na Universidade da Madeira e na Universidade Federal de Sergipe. The Brain. https://bra.in/7vA6Q3

Brazão, P., & Dias, A. F. (2021)a Afirmações dos estudantes sobre gênero: um estudo comparativo na Universidade Federal De Sergipe e na Universidade da Madeira. Revista Ibero-Americana De Estudos Em Educação, 16(4). https://doi.org/10.21723/riaee.v16i4.15688 Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/15688

Brazão, P., & Dias, A. (2021)b O que dizem os estudantes sobre gênero não-binário: um estudo comparativo na Universidade Federal de Sergipe e na Universidade da Madeira. Revista on Line De Política E Gestão Educacional, 25(3). Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/rpge/article/view/15680

Canal Das Bee. (2021) GuiaBasico #3 .Orientação sexual. Retirado a 16 Setembro https://youtu.be/Hg4lPITZNyc
Cardoso, H.; Dias, A. (2017). Representações sobre corpo, gênero e sexualidades de estudantes das licenciaturas do Instituto Federal de Sergipe, campus Aracaju. Práxis Educacional, v. 13, n. 24, p. 76-94. https://doi.org/10.22481/praxis.v13i24.930

Cardoso, H.; Dias, A. (2021). Trans* subjectivities in the higher education curriculum. Journal of Research and Knowledge Spreading, v. 2, n. 1, e12305. https://doi.org/10.20952/jrks2112305

Dias, A. & Brazão, P. (2021). Iniciativas de promoção das discussões de gênero e diversidade sexual no contexto acadêmico: um estudo comparativo. Práxis Educacional, [S. l.], v. 17, n. 48, p. 1-18. DOI: https://doi.org/10.22481/praxisedu.v17i48.9502. Disponível em: https://periodicos2.uesb.br/index.php/praxis/article/view/9502. Acesso em: 17 set. 2021

Dias, A.; Oliveira, A. & Santos, M. (2018). Uma revisão sistematizada da produção do conhecimento sobre corpo, gênero, sexualidades na educação. Revista Temas em Educação, v. 27, n. 2, p. 119–133. https://doi.org/10.22478/ufpb.2359-7003.2018v27n2.24814

Dias, A.; SILVA, I. & RIOS, P. (2020). Os estudos de gênero em revistas científicas do FEPAE-NN: uma revisão sistematizada. Revista Exitus, v. 10, n. 1, p. e020039. https://doi.org/10.24065/2237-9460.2020v10n0ID128.

Dias, A. et al. (2017). Schooling and subversions of gender. Revista Tempos e Espaços em Educação, v. 10, n. 22, p. 83-92. https://doi.org/10.20952/revtee.v10i22.6433

Louro, G. (2000). O corpo educado: pedagogias da sexualidade. Autêntica Editora. https://repositorio.ufsc.br/xmlui/bitstream/handle/123456789/1230/Guacira-Lopes-Louro-O-Corpo-Educado-pdf-rev.pdf?sequence=1&isAllowed=y

Nascimento, L.& Cavalcante, M. (2018). Abordagem quantitativa na pesquisa em educação: investigações no cotidiano escolar. Revista Tempos e Espaços em Educação, v. 11, n. 25, p. 249-260. https://doi.org/10.20952/revtee.v11i25.7075

Nunes, C. (2020). Conversas interativo-provocativas como opção teórico-metodológica nas Ciências Humanas e na educação. Práxis Educacional, v. 16, n. 37, p. 408-439. https://doi.org/10.22481/praxisedu.v16i37.6207

Oliveira, A.; Brazão, P. & Dias, A. (2021). Dialogue about gender, sexuality and bodies in academic context: a possibility of pedagogical innovation? Journal of Research and Knowledge Spreading, v. 2, n. 1, e12484. https://doi.org/10.20952/jrks2112484

Palmeira, L.& Dias, A. (2021). The importance of Teacher education in the face of the perspectives of diversity: in search of an egalitarian society. Journal of Research and Knowledge Spreading, v. 2, n. 1, e12260. https://doi.org/10.20952/jrks2112260

Pires, M. (2021). Gênero e sexualidade nos currículos de formação em Pedagogia na Universidade Federal de Sergipe. Dissertação (mestrado em Educação) – Programa de Pós-graduação em Educação, Universidade Federal de Sergipe. São Cristóvão, p. 180.
Rios, P.; Cardoso, H.& Dias, A. (2018). Concepções de gênero e sexualidade d@s docentes do curso de licenciatura em pedagogia: por um currículo Queer. Educação & Formação, v. 3, n. 2, p. 98–117. https://doi.org/10.25053/redufor.v3i8.272

Weeks, J. (2000). O corpo e a sexualidade. In G. LOURO, O corpo educado: pedagogias da sexualidade. Autêntica Editora, p. 35-73.
Publicado
2021-12-29
Como Citar
Brazão, J. P. G., & Dias, A. F. (2021). What students say about sexual orientation: a comparative study at the Federal University of Sergipe and the University of Madeira. Revista Tempos E Espaços Em Educação, 14(33), e16781. https://doi.org/10.20952/revtee.v14i33.16781
Seção
Publicação Contínua