Proposal for validation of teaching and learning sequences: the study of a TLS of stochiometry

  • Matheus Pires da Costa Universidade Federal Fluminense, Volta Redonda, Rio de Janeiro, Brasil.
  • Natany Dayani de Souza Assai Universidade Estadual de Maringá, Maringá, Paraná, Brasil.
  • Viviane Arrigo Universidade Estadual de Maringá, Maringá, Paraná, Brasil.
Palavras-chave: Teaching learning sequence. Validation. Didactic Engineering. Chemistry.

Resumo

The objective of the present investigation was to elaborate and discuss aspects of validation of a teaching and learning sequence (TLS) on stoichiometric calculation, inspired by the research methodology of Didactics Engineering. It is about the elaboration of an TLS by a graduate in Chemistry under the guidance of the teacher-trainer, based on the following steps: i) previous analysis; ii) elaboration of the SEA on stoichiometric calculation in the CTSA perspective; and, iii) a priori validation of SEA. In the data analysis, the main focus was the a priori validation process, using a validation instrument based on the studies by Guimarães and Giordan (2013), answered by eight volunteers. The data analyzed from the evaluation items: structure and organization of SEA; problematization of SEA; SEA content and concepts; teaching methodologies; the school and SEA and; SEA and its relationship with the school's Political Pedagogical Project, helped to understand and provide feedback on the material prepared, as well as identify possible adjustments to be made in a future application. Overall, the organization of the SEA in a CTSA approach and the use of the Jigsaw cooperative learning methodology has the potential to contribute to citizen education. In addition, the discussions pointed out about the importance of the validation process of the teaching-learning sequences and the steps guided by Didactics Engineering promotes advances both for the school, for the students' learning, and for the Chemistry Teaching area.

Biografia do Autor

Matheus Pires da Costa, Universidade Federal Fluminense, Volta Redonda, Rio de Janeiro, Brasil.
Natany Dayani de Souza Assai, Universidade Estadual de Maringá, Maringá, Paraná, Brasil.
Viviane Arrigo, Universidade Estadual de Maringá, Maringá, Paraná, Brasil.

Referências

Artigue, M. (1988). Ingénierie Didactique. Recherches en Didactique des Mathématiques, Grenoble, 9(3), 281-308.
Batista, C. A. S. & Siqueira, M. (2017). A inserção da Física Moderna e Contemporânea em ambientes reais de sala de aula: uma sequência de ensino-aprendizagem sobre a radioatividade. Caderno Brasileiro de Ensino de Física, 34(3), 880-902.
Costa, M. P. O Desastre de Brumadinho e Abordagem CTSA: uma proposta de ensino cooperativo para cálculos estequiométricos. 2022. Trabalho de Conclusão Curso (Licenciatura em Química) - Universidade Federal Fluminense, Volta Redonda, RJ, Brasil.
Góis, C. B.; Barreto, W. S.; Lima, M., K. R.; Bomfim, M. J. & Wartha, E. J. (2012). Construção de Sequências de Ensino e Aprendizagem e o processo de formação inicial e continuada de professores de química. Anais do Encontro Nacional de Ensino de Química (XVI ENEQ) e Encontro de Educação Química da Bahia, Salvador, Bahia, 16 e 10.
Guarezi, S. T.; Barros, M. P. & Silva, D. F. (2020). Sequências de ensino-aprendizagem: uma abordagem baseada nas demandas de aprendizagem para o ensino de Física. Pesquisa e Ensino, 1, 1-28.
Guimarães, Y. A. F. & Giordan, M. (2013). Elementos para Validação de Sequências Didáticas. Anais do Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências, Águas de Lindoia, São Paulo, 9.
Kazmierczak, E., & Silva, J. B. (2019). Redesign de uma sequência de ensino aprendizagem sobre aromas para o ensino de química. In: W. D. Guilherme (Org.), Contradições e Desafios na Educação Brasileira (v.3, Cap.11, pp.119-131). Ponta Grossa: Atena.
Méheut, M.; Psillos, D. (2004). Teaching-learning sequences: aims and tools for science education research. International Journal of Science Education, 26, 515-535.
Menezes, A. M. (2016). Sequência de ensino-aprendizagem no processo de formação continuada: contribuições e reflexões de professores em exercício. 2016. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências e Matemática) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, SE, Brasil.
Pozo, J. I. & Crespo, M. A. G. (2009). Aprendizagem e o Ensino de Ciências. 5. ed. Porto Alegre: Artmed.
Ranzini, R. & Pessanha, M. (2013). Metodologias De Ensino E Avaliação Em Sequências Didáticas Produzidas Por Professores De Ciências. Anais do Congreso Internacional sobre investigación en didáctica de las ciencias. Girona: Revista Comunicación, 2952-2956.
Santos, L. C. & Silva, M. G. L. (2013). O estado da arte sobre estequiometria: dificuldades de aprendizagem e estratégias de ensino Anais do Congreso Internacional sobre investigación en didáctica de las ciencias. Girona: Revista Enseñanza de las Ciencias, 3205-3210.
Publicado
2022-08-28
Como Citar
Costa, M. P. da, Assai, N. D. de S., & Arrigo, V. (2022). Proposal for validation of teaching and learning sequences: the study of a TLS of stochiometry . Revista Tempos E Espaços Em Educação, 15(34), e17615. https://doi.org/10.20952/revtee.v15i34.17615