Sobre o sentido da experiência estética

  • Roberto Diodato

Resumo

Qualquer interesse na experiência estética, conhecimento sensível, conhecimento corporal, na forma como ela muda e se expressa, deve preliminarmente hoje chegar a um acordo com todas as variações estesiológicas (de sensibilidade e cognição) provocadas pelas novas tecnologias, especialmente pelos processos de virtualização. Portanto, a análise do sentido da experiência estética e de uma apreciação filosófica das novas tecnologias figura entre as tarefas específicas da estética em curso, quanto a se opor alguma resistência à estetização da política, de acordo com o que Benjamin chama de “politização da arte”
Como Citar
Diodato, R. (2015). Sobre o sentido da experiência estética. Revista Tempos E Espaços Em Educação, 8(17), 15-24. https://doi.org/10.20952/revtee.v8i17.4511
Seção
Número Temático: Cultura, Formação e Mídia-Educação