Aprendizagem multimídia e conteúdos interativos: uma experiência de pesquisa experimental em Mídia-Educação em escolas de Montevideo

  • Fabio Serenelli

Resumo

Este estudo investiga como o uso de objetos de aprendizagem no modelo 1:1 (um artefato por aluno) em escolas pode representar uma solução de mídia-educação significativa e integrada para melhorar a literacia científica e o engajamento dos alunos em contextos críticos. Em 2010 foi realizada uma pesquisa experimental focada no uso de infográficos, animações e interatividade com objetos de aprendizagem digitais no modelo 1:1, envolvendo cerca de 360 adolescentes em diversas turmas de escolas públicas de Montevidéu, Uruguai. Dividiu-se a amostra em 5 grupos e apresentou-se o mesmo conteúdo de 4 maneiras diferentes, modificando o suporte, o ambiente educativo e o formato de instrução de acordo com princípios de Aprendizagem Multimídia de Mayer e os Primeiros Princípios de Instrução de David Merrill. Os resultados obtidos pelos quatro grupos experimentais foram comparados com o desempenho de um grupo de controle que participou de uma aula expositiva ministrada por um professor. A fim de avaliar o impacto das condições experimentais, foram aplicados quatro testes: Retenção, Compreensão, Teste de Resolução de Problemas, e re-Teste de Resolução de Problemas após uma semana. Também foi utilizada uma ferramenta qualitativa e um questionário auto-administrado para verificar 7 parâmetros de Experiência do Usuário. O recorte desse trabalho também inclui um relato pedagógico da pesquisa para melhor contextualizar a metodologia.
Como Citar
Serenelli, F. (2015). Aprendizagem multimídia e conteúdos interativos: uma experiência de pesquisa experimental em Mídia-Educação em escolas de Montevideo. Revista Tempos E Espaços Em Educação, 8(17), 177-132. https://doi.org/10.20952/revtee.v8i17.4518
Seção
Número Temático: Cultura, Formação e Mídia-Educação