ENSINO DE HISTÓRIA POR MEIO DE JOGOS DIGITAIS: RELATO DE APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA COM GAMES

Resumo

O artigo relata e analise uma experiência de inserção do game interativo Kahoot! no ensino de História. Os sujeitos são alunos do 3º ano do ensino médio do período matutino de um colégio público estadual localizado na cidade de Curitiba-PR, na disciplina de História. Objetiva-se analisar a viabilidade da inserção dos jogos digitais na dinâmica do ensino de história no ensino médio e identificar a efetividade da utilização de um game interativo quando o aluno se apropria de seus elementos como instrumentos enriquecedores do processo de aprendizagem. A teoria da Aprendizagem Significativa de David Ausubel (1980, 2003) fundamenta teoricamente a pesquisa a fim de compreender o processo de aprendizagem como associação de diferentes elementos significativos na estrutura cognitiva do estudante. A pesquisa encontrou indicativos para afirmar que o conhecimento pode ser construído de forma ativa pelos sujeitos, sendo possível consolidar a aprendizagem do ensino de História de modo significativo manifestado nos jogos digitais, pois o uso de games em sala de aula pode despertar no aluno o interesse por aprender de forma colaborativa.  

 

Biografia do Autor

Cleber Bianchessi, Centro Universitário Internacional Uninter
Mestrando em Educação e Novas Tecnologias no Centro Universitário Internacional - Uninter (2017-2019). Pós Graduado em Mídias Integradas na Educação na UFPR (2018); Gestão Pública na UFPR (2016); Desenvolvimento Gerencial na FAE Business School (2002); Interdisciplinaridade na Educação Básica no IBPEX (1998); pós graduando em Saúde do Professor na UFPR (2018). Possui Graduação em Administração de Empresas pelo Centro Universitário Cesumar - UniCesumar (2017); Graduação em Filosofia, Sociologia e História pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná PUC PR (1997).
Ademir Pinhelli Mendes, Centro Universitário Internacional Uninter
Doutor em Educação pela Universidade Federal do Paraná na linha de pesquisa Cultura, Escola e Ensino. Tese: Atitude filosófica do jovem no cotidiano escolar do ensino médio: um estudo sobre as possibilidades de recepção do conteúdo de filosofia política. Mestre em Educação pela Universidade Federal do Paraná na linha de pesquisa: Cultura, Escola e Ensino. Dissertação: A construção do lugar da Filosofia no currículo do ensino médio: análise a partir da compreensão dos professores de Filosofia da Escola Pública Paranaense. Licenciado em Filosofia pela Universidade de Passo Fundo (1998). Especialista em História e Filosofia da Ciência pelo IBPEX (1999). Formado em Filosofia pelo Instituto Vicentino de Filosofia (1988). Professor da Rede Pública Estadual do Paraná desde 1990 atuando com o ensino de Filosofia. Foi diretor e diretor auxiliar do Colégio Estadual Hildegard Sondhal em Curitiba entre os anos de 1995 e 2001. Atuou na Secretaria de Estado da Educação do Paraná entre os anos de 2003 e 2010 coordenando: Projeto Folhas de formação de professores por meio da produção de material didático; Livro Didático Público de Filosofia do Ensino Médio. Diretrizes Curriculares Orientadoras da disciplina de Filosofia; Projeto de formação de professores - Disseminação das Políticas Curriculares do Estado do Paraná; Projeto Festival de Arte e Ciência das Escolas Públicas Estaduais. Projeto Viva a Escola de ampliação da jornada escolar; Projeto Mais Educação de fomento à Educação Integral. Atualmente é professor de Filosofia no Ensino Médio no Colégio da Polícia Militar do Paraná e professor titular do Mestrado Profissional em Educação e Novas Tecnologias do Centro Universitário Internacional. É líder do Grupo de Pesquisa Educação Tecnologia e Sociedade. Coordena os Projetos de Pesquisa Formação de professores, inovações metodológicas mediadas por tecnologias no cotidiano escolar da Educação Básica e Formação Integral, mediação e tecnologia no cotidiano escolar. Tem experiência na área de Educação, Gestão Educacional e Pesquisa, com ênfase em Formação de professores, Educação e Novas Tecnologias, atuando principalmente nos seguintes temas: Formação de professores; Pesquisa em Educação; Inovações Metodológicas; Inovações Tecnológicas; Ensino de Filosofia; Educação Filosófica; Filosofia da Educação.

Referências

ALAMINO, Caroline Antunes Martins; PEREIRA, Lara Rodrigues. Ensino de história e games: o uso de jogos digitais na aprendizagem de história. Escritas: Revista do Curso de História de Araguaína, vol. 4, abr. 2015.

ARRUDA, Eucidio Pimenta. Jogos digitais e aprendizagens: o jogo Age of Empires III desenvolve ideias e raciocínios históricos de jovens jogadores? 237 f. Tese (Doutorado em Educação) - Faculdade de Educação, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2009.

AUSUBEL, David Paul. Aquisição e retenção de conhecimentos: uma perspectiva cognitiva. Lisboa: Editora Plátano, 2003.

AUSUBEL, David Paul; NOVAK, Joseph Donald; HANESIAN, Helen. Psicologia Educacional. 2ª ed. Rio de Janeiro: Editora Interamericana, 1980.

BECKER, Fernando. Educação e construção do conhecimento. 1ª ed. Porto Alegre: Artmed Editora, 2001.

BORGES, Maria Aparecida Quadros; BRAGA, Jezulino Lúcio Mendes. O ensino de História nos anos iniciais do Ensino Fundamental. Revista On-line Unileste – MG, vol. 1, nº 1, jan./jun. 2004.

Disponível em: http://www.unilestemg.br/revistaonline/volumes/01/downloads/artigo_09.doc>. Acesso em: 31 maio 2018.

DUARTE, Ana Sofia de Carvalho. A utilização das TIC no ensino e aprendizagem da História. 98 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Setor de Educação, Universidade de Lisboa, Portugal, 2013.

BOTTENTUIT JUNIOR, João Batista. O aplicativo Kahoot na educação: verificando os conhecimentos dos alunos em tempo real. X Conferência Internacional de Tecnologias de Informação e Comunicação na Educação – Challenges, 2017.

LOUREIRO, Maria João et al. A utilização das TIC dentro e fora da escola: resultados de um estudo envolvendo alunos do concelho de Aveiro. Revista Educação, Formação & Tecnologias, maio, 2010.

MARTINS, Dayse Marinho; BOTTENTUIT JUNIOR, João Batista. A Gamificação no Ensino de História: O Jogo “Legend Of Zelda” Na Abordagem Sobre Medievalismo. Revista HOLOS, vol. 7, p. 299-321, 2016.

MEOTTI, Diego; RAMOS, Hilário. Jogos eletrônicos no ensino de história: discussões sobre suas aplicações em salas de aula no Brasil no século XXI. Revista Cultura Pensante, 2016.

MOREIRA, Marco Antonio; MASINI, Elcie F. Salzano. Aprendizagem significativa: a teoria de David Ausubel. Editora Moraes: São Paulo, 1982.

MOURA, Mary Jones Ferreira de. O ensino de História e as novas tecnologias: da reflexão à ação pedagógica. Anais ANPUH – XXV Simpósio Nacional de História. Fortaleza, 2009.

TRINDADE, Sara. As novas tecnologias ao serviço da complexidade no ensino da História. In: Challenges - VII Conferência Internacional de TIC na Educação. Braga: Universidade do Minho, 2011.

WANG, Alexander. O efeito de desgaste de um sistema de resposta do aluno baseado em jogos. Revista Computadores e Educação. Disponível em: https://www.ntnu.edu/idi/. Acesso em 09 jun. 2018.

Publicado
2019-06-13
Como Citar
Bianchessi, C., & Mendes, A. P. (2019). ENSINO DE HISTÓRIA POR MEIO DE JOGOS DIGITAIS: RELATO DE APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA COM GAMES. Revista Tempos E Espaços Em Educação, 12(29), 145-160. https://doi.org/10.20952/revtee.v12i29.9660
Seção
Artigos de Demanda Contínua