Revista Tempos e Espaços em Educação https://seer.ufs.br/index.php/revtee <p>A <strong>Revista Tempos e Espaços em Educação </strong>é um periódico do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Sergipe. Tem como escopo a publicação de trabalhos inéditos e originais na área de <strong><em><u>Educação</u></em></strong>, resultantes de pesquisa científica e revisão da literatura. A <strong>Revista Tempos e Espaços em Educação </strong>é um periódico de acesso aberto e fluxo contínuo de publicação, cuja a missão é contribuir para a disseminação do conhecimento da área de <strong><em><u>Educação</u></em></strong>, fomentando e facilitando o intercâmbio acadêmico no âmbito nacional e internacional.</p> <p>&nbsp;</p> Revista Tempos e Espaços em Educação pt-BR Revista Tempos e Espaços em Educação 2358-1425 <p>À Revista Tempos e Espaços em Educação&nbsp;ficam reservados os direitos autorais pertinentes a todos os artigos nela publicados. A Revista Tempos e Espaços em Educação&nbsp;utiliza a licença&nbsp;<a href="https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/" target="_blank" rel="noopener" data-saferedirecturl="https://www.google.com/url?q=https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/&amp;source=gmail&amp;ust=1573124042104000&amp;usg=AFQjCNFBN71RTVjRZPlX0Zt77JDY4tuz9A">https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/</a>&nbsp;(CC BY), que permite o compartilhamento do artigo com o reconhecimento da autoria.</p> Educação Física no nível inicial a partir de uma abordagem sociocultural https://seer.ufs.br/index.php/revtee/article/view/17683 <p>O objetivo deste artigo é caracterizar as práticas pedagógicas progressivas na educação física de nível inicial, buscando descrever, na voz dos professores: a função social atribuída à área, o conhecimento da cultura corporal, a concepção de jogo e as modalidades de planejamento que propõem. O desenho metodológico é descritivo (Samaja, 1994), Sincrônico/transversal (Hernández Sampieri, Fernández Collado e Batista Lucio, 2006), com amostragem probabilística, do tipo aleatório simples (Ynoub, 2015) onde até agora foram entrevistados 50 professores que estão atualmente trabalhando no sistema educacional (nível inicial). As práticas pedagógicas progressivas (entre inovação e transformação) na Educação Física de nível Inicial sustentam que a área curricular promova o direito à recreação e a construção da identidade corporal das crianças como eixos permanentes de vivência nos encontros, estabelecendo-se como saberes associados à cultura corporal. As modalidades de planejamento são abertas, flexíveis, levando em conta a opinião das crianças e articuladas com a ação formativa de avaliação; para isso, se utilizam formatos como o caderno de notas/livro de planificação e o projeto de educação física.</p> Manuel Dupuy Leonardo Gómez Smyth Copyright (c) 2023 Revista Tempos e Espaços em Educação https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/ 2023-01-25 2023-01-25 16 35 e17683 e17683 10.20952/revtee.v16i35.17683 Análise do impacto dos auxílios universitários no desempenho acadêmico: um estudo de caso no campus da UFC em Crateús https://seer.ufs.br/index.php/revtee/article/view/17911 <p><span style="font-weight: 400;">Com o intuito de aferir o impacto das políticas afirmativas no desempenho acadêmico dos estudantes do campus da Universidade Federal do Ceará em Crateús, realizou-se uma pesquisa com 162 estudantes, visando analisar o impacto no gradiente de desempenho estudantil derivado do provimento de auxílios financeiros, por meio do método estatístico “Propensity Score”. Após o estudo, evidenciou-se que o Auxílio Moradia e o Bolsa de Iniciação Acadêmica (BIA) impactaram positivamente na permanência e no desempenho dos estudantes beneficiários, enquanto que o PACCE, se comparado aos programas supracitados, não apresentou resultados promissores, necessitando em uma reavaliação do seu planejamento. Portanto, evidencia-se o quanto as políticas de ajuda financeira influenciam diretamente no desenvolvimento do estudante e como esse vínculo pode contribuir positivamente para sua permanência na universidade.</span></p> Carlos Henrique Mendes de Oliveira Janaina Lopes Leitinho Luisa Gardênia Alves Tomé Farias Copyright (c) 2023 Revista Tempos e Espaços em Educação https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/ 2023-01-30 2023-01-30 16 35 e17911 e17911 10.20952/revtee.v16i35.17911