Manoel Bomfim: crítica historiográfica e orientação política em o Brasil na História

  • Luiz Carlos Bento

Resumo

Esse artigo busca refletir sobre a obra o Brasil na História, pensando os usos políticos da história denunciados por Bomfim em sua crítica a historiografia brasileira. Ao longo do texto demonstramos que em seus ensaios históricos, sobretudo em o Brasil na História, pensou-se um projeto de escrita da história nacional que busca colocar sob outras bases a compreensão sobre a formação nacional. Dessa forma, analisamos que seu pensamento histórico nas primeiras décadas do século XX surge como um contra discurso ao discurso histórico dominante produzido e divulgado pelo Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro. Neste sentido, seus textos, sobretudo, seus ensaios históricos da década de vinte dialogam criticamente com o projeto de escrita da história do Brasil produzido pelos institutos, colocando-se como uma antítese dessa cultura historiográfica.
Seção
Volume 1 - Dossiê Manoel Bomfim