Manoel Bomfim e os Livros Escolares: Um Projeto de Nação Através do Brasil

  • Claudefranklin Monteiro Santos

Resumo

Autor de vários livros, entre eles América Latina, Males de Origem (1905), Manoel Bomfim se notabilizou pela defesa da instrução pública como o aporte necessário para tirar o Brasil das primeiras décadas do século XX do atraso e resolver as disparidades sociais de toda ordem. O presente artigo procurou perscrutar o pensamento bomfiniano, por meio de uma análise discursiva, mas também histórica e cultural do livro Através do Brasil (1910), escrito a quatro mãos com o poeta carioca Olavo Bilac. Sucesso editorial, da referida obra pudemos depreender um dos motes centrais dos autores, notadamente de Bomfim: a convicção científica de que o problema do país não era de raça, mas de falta de instrução. Esta constatação os levou adiante num projeto de nação a partir da produção e publicação de livros escolares, que continham as linhas mestras para formar crianças, se valendo de elementos como civismo, patriotismo e da importância dada à necessidade de aprender de forma criativa e lúdica.
Seção
Volume 1 - Dossiê Manoel Bomfim