A hereditariedade para Manoel Bomfim

  • Stéfany Sidô Ventura

Resumo

Este artigo tem por objetivo discutir o conceito de hereditariedade em Manoel Bomfim. Para tal, a argumentação se centrará em duas obras como fonte: O Brasil e América Latina Males de Origem. A proposta é demonstrar a articulação deste conceito (hereditariedade) com o corpus teórico-conceitual de época, localizado na segunda metade do século XIX. Desta forma, a hipótese levantada nesta pesquisa é de o conceito de hereditariedade, como apresentado por Manoel Bomfim, é capaz operacionalizar e articular as teorias/ conceitos de ciência, progresso, evolução, raça e mestiçagem, na tentativa de produzir uma compreensão sobre a nação e povo brasileiro.
Seção
Volume 1 - Dossiê Manoel Bomfim