A vida nas roças: a mulher cativa e os caminhos para a liberdade

  • Virgínia Queiroz Barreto

Resumo

Apresentarei nesse texto histórias e trajetos de vida de mulheres cativas que viveram na região rural do Recôncavo sul da Bahia entre os anos de 1850-1888. Embora curtas e fragmentadas, as histórias localizadas nos vestígios por elas deixados e recuperadas nos arquivos da região e da capital da Bahia, aqui apresentadas, revelaram-se ricas, fascinantes e intensas. Atravessar a fronteira da escravidão para a liberdade era, certamente, um sonho que se tornou realidade para uma parte significativa dessas mulheres. Utilizando-se de caminhos diferentes, africanas, crioulas, pardas redefiniram sua condição social, conquistaram novos espaços na sociedade que as escravizou e, mesmo que precariamente, desfrutaram de suas liberdades. A história de vida dessas mulheres aqui apresentada, revelam a diversidade de experiências, assim como os múltiplos caminhos percorridos para alcançar seus objetivos.
Como Citar
Barreto, V. Q. (1). A vida nas roças: a mulher cativa e os caminhos para a liberdade. Revista Do Instituto Histórico E Geográfico De Sergipe, (49). Recuperado de https://seer.ufs.br/index.php/rihgse/article/view/12371
Seção
Volume 2 - Dossiê Escravidão e Abolição no Brasil