A escrita dos imortais da Academia Sergipana de Letras na Revista do Instituto Histórico e Geográfico de Sergipe (1913-2017)

  • José Genivaldo Martires
  • Marluce de Souza Lopes

Resumo

Este artigo apresenta uma análise da escrita dos/as acadêmicos/as da Academia Sergipana de Letras (ASL) na Revista do Instituto Histórico e Geográfico de Sergipe, no período de 1913 a 2017, buscando evidenciar os acadêmicos que publicaram no periódico e as temáticas abordadas por eles, destacando a participação da escrita de mulheres acadêmicas. Um dos pilares do IHGSE é a circulação de sua Revista, que iniciou a sua publicação em 1913 e continua até os dias atuais. Para a elaboração desse artigo foram consultadas as 47 edições da Revista do IHGSE (1913-2017) e, nesse processo, foram identificadas 208 publicações produzidas por 42 acadêmicos/ as da ASL, dentre os/as que publicaram na RIHGSE destaca-se Maria Thétis Nunes. Essa historiadora apresentou-se como a acadêmica que mais publicou artigos (15), tratando de aspectos da história e cultura sergipana.
Como Citar
Martires, J. G., & Lopes, M. de S. (1). A escrita dos imortais da Academia Sergipana de Letras na Revista do Instituto Histórico e Geográfico de Sergipe (1913-2017). Revista Do Instituto Histórico E Geográfico De Sergipe, (49). Recuperado de https://seer.ufs.br/index.php/rihgse/article/view/12376