Organização Popular e Lutas Sociais na Venezuela: Um estudo de caso da Parroquia 23 de Enero

  • Mariana Bruce Universidade Federal Fluminense

Resumo

Recebido: 15/10/2019

Aprovado: 27/11/2019

Durante 40 anos, a Venezuela viveu sob um pacto oligárquico. A negligência do Estado em prover os serviços básicos para as classes populares aprofundou os laços de vizinhança nas comunidades que se desdobraram em organizações de base. Em Caracas, a Parroquia 23 de Enero, de caráter marcadamente popular, possui uma tradição de altos índices de organização anteriores ao chavismo que, por sua vez, foram alimentados e redefinidos com a proposta de construção de uma democracia participativa e protagônica a partir da eleição de Chávez e que, hoje, (re)atualiza suas lutas em um contexto pós-chavista de severa crise. Nesse interim, resgato a trajetória de alguns de seus moradores e ativistas com atuação na Parroquia para analisar as nuances desse processo e refletir sobre as dinâmicas materiais, objetivas e subjetivas que subjazem ao processo de transformações e disputas que acompanha o chavismo.

Palavras-chave: democracia, Venezuela, chavismo

Publicado
2019-12-10
Seção
Dossiê 60 anos da Revolução Cubana e 20 anos da Revolução Bolivariana