Um Breve Olhar nas Fotografias do Ano Revolucionário Cubano nos Livros Didáticos de História do PNLD 2018

  • Maria Luiza Pérola Dantas Barros Universidade Federal de Sergipe

Resumo

Recebido: 15/10/2019

Aprovado: 27/11/2019

No contexto das comemorações em torno dos 60 anos do ano revolucionário cubano (1959), se faz necessário pensar como que a representação de um fato que, nas palavras de Feitosa (2010) marcaria a história da América Latina no século XX e ainda permanece como referência para os movimentos sociais do século XXI, tem alcançado os estudantes brasileiros. Compreendendo a fotografia a partir de Kossoy (2009), como uma representação a partir do real segundo o olhar e a ideologia de seu autor, e entendendo por representação o proposto por Chartier (1988), no que se refere a este ser um vasto campo que engloba as percepções do social, este artigo tem por objetivo lançar um breve olhar nas fotografias do ano revolucionário cubano, buscando compreender se elas são ou não trabalhadas como fontes nos livros didáticos de História, aprovados pelo Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) 2018, a partir da relação de ancoragem da imagem pelo texto proposta por Roland Barthes (1961;1964;1990).

Palavras-chaves: Revolução Cubana. Ano Revolucionário. Fotografias. Ancoragem. Livro Didático de História.

Publicado
2019-12-10
Seção
Dossiê 60 anos da Revolução Cubana e 20 anos da Revolução Bolivariana