«Un oltraggio a tutte le donne di Pola»?

La ricezione di Sensualità tra i lettori de «Il Piccolo» e «L'Arena di Pola»

  • Jacopo Bassi Università di Bologna

Resumo

Recebido: 15/05/2022

Aprovado: 05/06/2022

Durante o ano de 1947, a maioria dos habitantes italianos de Pula (hoje parte da Croácia) deixou sua cidade, que se tornaria parte da Iugoslávia, e mudou-se para a Itália. Por razões políticas, o cinema italiano nos anos 50 tratou apenas marginalmente deste assunto; com exceção dos documentários, apenas alguns poucos filmes apresentaram os exilados da Ístria e suas histórias. O artigo analisa as reações dos exilados da Ístria – especialmente os da cidade de Pula – à exibição do filme Sensualità, que foi lançado nos cinemas italianos em 1952. A análise foi realiza através os jornais «Il Giornale di Trieste» e «L’Arena di Pola», que foram importantes pontos de referência para a comunidade dos exilados.

Palavras-chaves: Exilados de Pola, Sensualità, cinema italiano, jornais italianos, Democrazia cristiana.

Publicado
2022-06-22