n. 05 (2011): Interdisciplinaridade define a 5ª Edição! - ISSN:2179-2143

Cadernos do Tempo Presente

Revista Interdisciplinar de História

Grupo de Estudos do Tempo Presente - UFS

Edição n.º 05, outubro 2011

Esta é a quinta edição dos Cadernos do Tempo Presente. Como de costume, os trabalhos aqui reunidos refletem a pluralidade de propostas e perspectivas interpretativas defendidas pelo GET/UFS/CNPq. Trata-se de um número especial, pois ele marca também um ano de atividades em torno desta publicação. Um ano de aprendizado e de desafios vencidos por nossa equipe.

Inicialmente, apresentamos uma entrevista com Sabrina Medeiros. A professora de Relações Internacionais da UFRJ e da Escola de Guerra Naval fala das circunstâncias e desdobramentos que envolveram os ataques ao World Trade Center, em 11 de setembro de 2001, uma década atrás. Também comentarista de Assuntos Internacionais no Canal Globo News, a professora Sabrina explora e, melhor de tudo, explica como poucos temas que a muitos podem parecer áridos.

Logo em seguida, o primeiro artigo da edição, de Janaína Cardoso de Mello e Estefani Patrícia S. Silva, também se insere nas discussões sobre o 11 de setembro. Em seu texto, Mello reflete sobre as exposições da “Sociedade Histórica de New York” dedicadas ao 11 de setembro, discutindo a memória da dor, a comunicação museológica e a recepção do público.

No texto seguinte, ainda abordando conflitos, mas em campos e tempos diferentes, a pesquisa de Otávio Arruda Porto sobre a arqueologia náutica e marítima nos convida a refletir sobre a participação da Esquadra Naval Brasileira na Segunda Guerra Mundial, considerando a dinâmica da época e as relações sociais que marcaram os ambientes marítimos militares em períodos bélicos.

O artigo seguinte, de Pamela Marcia Ferreira Dionísio e Wallace Marcelino da Silva, discutem os precedentes da ciência geográfica existentes no que foi produzido na época do descobrimento da América.  A partir de análises dos relatos de viagens, os autores evidenciam como a descoberta desse continente desempenhou um papel fundamental para o surgimento da geografia.

Na sequência temos o texto “Visões da modernidade: a instrumentalização da intolerância e as suas representações no cinema contemporâneo”, de Paulo Roberto Alves Teles, encerra o espaço destinado a artigos científicos. Através da análise do documentário “Skinhead Attitude!” (2003), Teles discute como as ideias de modernidade e de globalização se relacionam com a instrumentalização da intolerância, e como essa relação se manifesta na recente produção cinematográfica.

Além dos trabalhos acima, o texto de Júlio Flávio V. Ferreira reflete sobre a presença de elementos sombrios no romance “A menina morta”, do escritor Cornélio de Oliveira Penna, e sobre a forma como o mal é abordado nessa narrativa. Outro trabalho a trilhar as relações entre história e literatura é o artigo assinado por Lucas Victor, no qual o escritor angolano José Eduardo Agualusa é alvo de suas observações.

Nosso quinto exemplar oferece ainda três resenhas. A primeira delas, assinada por José Miguel Arias Neto, analisa meticulosamente a obra “A era da ilusão: a diplomacia nuclear em tempos traiçoeiros”, de Mohamed Elbaradei. A seguir duas coletâneas são apresentadas. Primeiro, Rafael Costa Prata reflete sobre “A Idade Média no Cinema”, trabalho organizado por José Rivair Macedo e Lênia Márcia Mongelli. Por fim, aparece a resenha de “Populares na cidade: vivências de trabalho e de lazer”, livro organizado por Antonio Clarindo de Souza.

Assim, das relações internacionais até os populares, está composto este quinto exemplar dos Cadernos do Tempo Presente. Temos aqui textos de instituições partes do país e isto, evidentemente nos deixa felizes.  Acreditamos que ele reflete não apenas a complexidade do tempo presente, mas também a sua riqueza. Por fim, é preciso agradecer aos colaboradores, a todos que nos enviaram textos, sugestões e que nos incentivaram neste nosso primeiro ano de existência. Muito obrigado e boa leitura!

Publicado: 2014-07-18