A COOPERAÇÃO ENTRE O BRASIL E A CHINA NO ÂMBITO ENERGÉTICO: o investimento chinês em energia eólica.

  • Aimara Cobério Terena de Aguiar Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - Pós-Graduação Stricto Senso em Relações Internacionais - Mestrado https://orcid.org/0000-0002-4257-1018

Resumo

 

Resumo: Dentre todo o investimento chinês na América do Sul em 2017, 55% é destinado para o Brasil, e no âmbito das energias sustentáveis, evidenciando o interesse da China nesse setor. Isto posto, o seguinte artigo, tem com o objetivo de analisar o processo de cooperação entre Brasil e China, por meio dos investimentos chineses no Brasil em energia eólica, entre os anos de 1992 e 2019. Para efetuar essa pesquisa, o presente artigo discorre sobre as questões relacionadas as mudanças climáticas, sobre a estrutura geográfica e climática do Brasil, dando ênfase para a energia eólica nesse contexto. Outrossim, ele usa de relatórios e boletins, com o intuito de identificar o investimento total chinês em energia; os investimentos chineses no brasil por setor; os métodos mais utilizados de investimento; e o quanto é destinado em energia eólica. 

Biografia do Autor

Aimara Cobério Terena de Aguiar, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - Pós-Graduação Stricto Senso em Relações Internacionais - Mestrado
Departamento de Relações Internacionais e área de Investimentos e energia
Publicado
2020-03-05
Seção
Edição Especial: Seminário Sino-Brasileiro