Trajetórias Musicais

das sonoridades de rua aos circuitos transculturais de Lisboa

  • Ricardo Bento ISCTE-Instituto Universitário de Lisboa

Resumo

Neste trabalho de base etnográfica acompanho diversos jovens músicos que aprenderam a tocar no contexto institucional português da Orquestra Geração, um projeto de inclusão social através da música que se inspirou nas orquestras infantis e juvenis do El Sistema, da Venezuela. Desse modo, a partir desta plataforma comum, irei observar como as redes sociabilidades musicais de alguns destes jovens músicos criam a partir das interações no espaço público das ruas de Lisboa, uma ‘micro banda de metais’ surgida das intensas relações de interconhecimento, aspirações e sonhos coletivos. Nesse sentido, pretendo analisar a integração artística, as trajetórias musicais e a vida social – de jovens músicos empenhados em manifestar-se cívica e culturalmente na esfera pública da cidade.

Palavras Chave: trajetórias musicais; Lisboa; Alta Cena; processos cooperativos; democratização cultural

Publicado
2020-07-08
Seção
DOSSIÊ