“Guerra às Drogas” e Populismo Autoritário no Sul Global

Resumo

Com este artigo espera-se compreender parte do cenário de fortalecimento das práticas autoritárias e populismo autoritário, no Sul global, decorrente da instrumentalização política da guerra às drogas. Para
tanto iremos nos valer de artigos de periódicos científicos, teses, capítulos de livros e documentos que versem sobre os temas da pesquisa. Pudemos verificar a afinidade entre guerra às drogas e autoritarismo;
as relações entre tráfico de drogas, violência e milícias no Brasil. Estabelecemos paralelos com os casos filipino e mexicano; e verificamos como a implementação de reformas neoliberais aumentou o tamanho
da indústria de narcóticos e serviu para reprimir a oposição popular. Concluímos que a guerra às drogas contribui para a universalização do neoliberalismo, de práticas autoritárias e discursos populistas reacionários.

Biografia do Autor

Ygor Diego Delgado Alves

Antropólogo graduado e mestre em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo; doutor em Antropologia pela Universidade Federal da Bahia; pós-doutorando em Saúde Coletiva pela UNIFESP

Pedro Paulo Gomes Pereira

Livre Docente pela Universidade Federal de São Paulo (2013). Professor Associado da Universidade Federal de São Paulo. Professor do Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva da Universidade Federal de São Paulo. 

Publicado
2021-07-12
Seção
ARTIGOS