Behemoth no reverso:

autocracia e Estado em Florestan Fernandes.

  • Ricardo Brito CPDA/UFRRJ

Resumo

Este artigo reconstrói a análise e a proposição teórica de Florestan Fernandes sobre a formação e atuação do Estado, conjugando seus trabalhos sobre a configuração das classes sociais e as formas de incorporação próprias do capitalismo dependente. Partindo da indicação deste autor sobre as faces de Leviatã e Behemoth do Estado brasileiro, apontamos a presença de outro bestiário analítico, em alguns pontos distinto da metáfora do centauro, para compreensão das relações de coerção e consenso que caracterizam o padrão autocrático de dominação na periferia capitalista, fundado no controle da mudança social, na filtragem da democracia e na resistência sociopática das classes proprietárias.

Publicado
2022-07-12
Como Citar
Brito, R. (2022). Behemoth no reverso:: autocracia e Estado em Florestan Fernandes. Revista TOMO, (41), 335-373. https://doi.org/10.21669/tomo.vi41.16565
Seção
ARTIGOS