O amor e o abuso em “Ponciá Vicêncio” de Conceição Evaristo (2017)

  • Renata Araújo Matos

Resumo

O amor é um tema continuamente exaltado em nossas relações sociais.
Entretanto, as experiências amorosas figuram o principal espaço de
ocorrência da violência contra as mulheres. Em vista disso, o presente trabalho procura compreender como a construção social do amor
se conecta à manutenção do relacionamento abusivo na obra literária
“Ponciá Vicêncio”, de Conceição Evaristo (2017). Pudemos verificar
que a atribuição de papéis sociais às mulheres e aos homens, no seio da
dominação masculina operante no patriarcado, atua na continuidade
de relações abusivas, em que a ideia de cuidado como campo inerente
ao feminino é fortemente evocada. Desse modo, conclui-se que o amor
romântico incorpora os códigos característicos do sistema de domina-
ção patriarcal e, concomitantemente, influi na reprodução do mesmo

Referências

Bauman, Zygmunt. Amor líquido: sobre a fragilidade dos laços humanos.
Tradução Carlos Alberto Medeiros. Rio de Janeiro: Zahar, 2004.
Barroso, Eloísa Pereira; Veloso, Sainy Coelho Borges. Brasília e Clarice: Uma
Narrativa para a Cidade. Anais do XXIX Simpósio Nacional de História - contra os preconceitos: história e democracia. UnB: Brasília, 2017.164
O AMOR E O ABUSO EM “PONCIÁ VICÊNCIO” DE CONCEIÇÃO EVARISTO (2017)
TOMO. N. 41 JUL./DEZ. | 2022
Birman, Joel. Gramáticas do erotismo: a feminilidade e as suas formas de
subjetivação em psicanálise. 2ª ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2016.
Bourdieu, Pierre. Escritos da educação. Nogueira, M.A. Catani, (Orgs). Petropólis RJ: Vozes, 2011.
________. A dominação masculina. Trad. Maria Helena Kunher. 10ª ed. Rio de
Janeiro: Bertrand Brasil, 2011b.
Bourdieu, P.; Passeron, J. A Reprodução: elementos para uma teoria do sistema de ensino. Trad. Reynaldo Bairão. Rio de Janeiro: Francisco Alves Editora S/A, 1975.
Cabnal, Lorena. Acercamiento a la construcción de la propuesta de pensamiento epistémico de las mujeres indígenas feministas comunitarias de Abya Yala.
Feminismos diversos: el feminismo comunitario. España: Instituto de la
Mujer / ACSUR, Las Segovias, 2010, p.11-25.
Candido, Antônio. Literatura e sociedade. 13° ed. Rio de Janeiro: Ouro Sobre
Azul, 2019.
Costa, Jurandir Freire. Sem fraude, nem favor. Rio de Janeiro: Rocco, 1998.
DataFolha/FBSP. Visível e Invisível: A Vitimização de Mulheres no Brasil -
3ª edição - 2021.
Del Priore, Mary. História do amor no Brasil. 3ª ed. São Paulo: Contexto,
2019.
Evaristo, Conceição. Ponciá Vicêncio. 3ª ed. Rio de Janeiro: Pallas, 2017.
Freud, Sigmund. Amor, sexualidade, feminilidade. Tradução de Maria Rita
Salzano Moraes. Belo Horizonte: Autêntica, 2019.
Giddens, Anthony. A transformação da intimidade: sexualidade, amor e
erotismo nas sociedades modernas. Tradução de Magda Lopes. São Paulo:
Editora Unesp, 1993.
Gregori, Maria Filomena. Cenas e queixas: um estudo sobre mulheres,
relações violentas e a prática feminista. Rio de Janeiro: Paz e Terra,
1992.
hooks, bell. Vivendo de amor. Disponível em: http://www.olibat.com.br/documentos/Vivendo%20de%20Amor%20Bell%20Hooks.pdf. Acesso em mai.
2022.
Jardim, Maria Chaves. Socioanálise: introdução ao conceito. In: Socioanálise
das emoções: instituições socioculturais na produção das emoções. Organizadores: Maria Chaves Jardim, Gabriela Porcionato e James Washington
Alves dos Santos. São Paulo, SP: Cultura Acadêmica, 2020.Renata Araújo Matos
165
TOMO. N. 41 JUL./DEZ. | 202
Publicado
2022-07-12
Como Citar
Araújo Matos, R. (2022). O amor e o abuso em “Ponciá Vicêncio” de Conceição Evaristo (2017). Revista TOMO, (41), 127-166. https://doi.org/10.21669/tomo.vi41.17859
Seção
DOSSIÊ