[1]
L. Pelucio, “A uberização do amor : aplicativos de encontros em cenário tecnoliberal e pandêmico”, TOMO, nº 41, p. 199-232, jul. 2022.